RELAÇÃO DE FLEXIBILIDADE E FORÇA DE ATLETAS DE GINÁSTICA RÍTMICA

Autores

  • Debora Goulart Bourscheid Dorst
  • Carolina Bortolon
  • Leonardo Trevisol Possamai
  • Macsue Jacques
  • Lissandro Moisés Dorst

Resumo

A Ginástica Rítmica como esporte vem apresentando grande crescimento e notoriedade em todo mundo, e também no Brasil, o qual a equipe ficou em 14º colocado geral na Copa do Mundo de São Petersburgo, na Rússia neste ano, e que será sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Tendo em vista esta ascensão da modalidade, a ciência vem buscando compreender as habilidades de suas praticantes. Foi realizado um estudo descritivo transversal. Tendo como objetivo investigar a correlação entre medidas de flexibilidade e força com variáveis de altura, altura tronco-cefálica, salto horizontal e vertical e equilíbrio. A amostra foi composta por 105 atletas de 5 a 18 anos, praticantes de Ginástica Rítmica na cidade de Cascavel/PR. Sendo mensurado peso, estatura, IMC, flexibilidade, força e equilíbrio. A análise foi descritiva a partir de variância entre as médias de peso, estatura e IMC. A correlação de Person para flexibilidade, estatura e IMC. Houve correlação entre Teste de Membros Superiores com Altura (cm) e Teste de Membros Superiores com a Altura tronco-cefálica (cm), e de Altura tronco-cefálica com Salto Vertical e Horizontal.

Downloads

Publicado

2016-12-07

Edição

Seção

Saúde e Biológicas