LEVANTAMENTO DE ACIDENTES DE TRABALHO EM UNIDADES ARMAZENADORAS BRASILEIRAS NO PERÍODO DE 2011/2021

Autores

Palavras-chave:

Incidentes, Fatalidades, Silos, Armazéns, Espaço Confinado

Resumo

O Brasil é um dos grandes destaques da produção mundial de grãos e naturalmente necessita de armazenamento para sua produção, o que traz como consequência os acidentes de trabalho em unidades armazenadoras de grãos no Brasil. As atividades nestes armazéns se encaixam em realização de trabalho em espaço confinado, que é regulado pela NR – 33. O presente trabalho teve como objetivo realizar um levantamento dos acidentes ocorridos em unidades armazenadoras no Brasil, nos últimos dez anos, divulgados na imprensa. Foram encontradas 80 ocorrências divulgadas na imprensa, com 104 trabalhadores acidentados, gerando 67 óbitos. O tipo mais comum de acidente foi o soterramento, com 50% das ocorrências. Verificou-se também que a alta mortalidade de acidentes por asfixia (77%), desabamento do silo (80%) e quedas (83%). A falta de utilização de EPI’s por parte dos funcionários, falhas de projeto na construção dos silos e a presença de pessoas não autorizadas em espaços restritos foram algumas das principais razões para a ocorrência de acidentes. Destaca-se a necessidade de treinamentos constantes para os funcionários, cumprimento das normas de segurança, além do investimento em tecnologias que possam auxiliar na diminuição da quantidade de acidentes.

Biografia do Autor

Ronaldo Adriano Ferreira, Universidade Federal Fluminense aluno de graduação

Discente
Graduação em Engenharia de Agronegócios
Universidade Federal Fluminense

Ana Paula Martinazzo, Universidade Federal Fluminenseprofessora

Docente

Departamento de Engenharia de Agronegócios 

Universidade Federal Fluminense 

Doutorado em Engenharia Agrícola pela UFV

Downloads

Publicado

2023-11-21

Edição

Seção

Meio Ambiente e Agrárias