INCIDÊNCIA DE LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA NO MUNICÍPIO DE RONDOLÂNDIA/MT NO PERÍODO DE 2010 A 20181

Autores

  • FARIA, Gleison2 LUZ, Graciely dos Santos da3 BETIN, Thais Antunes4

Resumo

RESUMO
A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma doença infecciosa, não contagiosa, que provoca úlceras na pele e
mucosas. A doença é causada por protozoários do gênero Leishmania. O objetivo da pesquisa foi verificar a
incidência da leishmaniose tegumentar americana no município de Rondolândia – MT no período de 2010 a 2018. A
metodologia e do tipo transversal, documental, descritivo e quantitativa, as informações serão obtidas a partir da análise
de dados epidemiológicos fornecidos pela vigilância em saúde do município de Rondolândia – MT, que foram atendidos
na unidade básica de saúde Hueverton Bruno da Silva Rabelo que serão separadas através de um questionário realizados
pelos próprios pesquisadores contendo 4 perguntas básicas baseado na ficha de notificação compulsória do SINAN.
Verificou-se que no município de Rondolândia-MT foram notificados 40 casos de leishmaniose tegumentar americana
entre 2010 a 2018, sendo 90,0% no sexo masculino e 10,0% no sexo feminino na faixa etária com maior incidência 18 a
59 anos correspondendo a 85,0% das notificações e 45,0% dos pacientes na cor parda, 95,0% dos pacientes
apresentaram lesão cutânea e foram classificados como casos novos. Os diagnósticos dos pacientes foram confirmados
85,0% por meio laboratorial, utilizado tratamento em 90,0% dos pacientes por antimonial pentavalente e 90,0% dos
pacientes eram pertencentes a zona rural do município de Rondolândia-MT. Conclui-se que a incidência dos casos de
Leishmaniose tegumentar américa no município de Rondolândia-MT vem aumentando ao passar dos anos, ou seja,
correspondendo cerca de 1 caso a cada 100 habitantes, sendo assim, a média anual desses casos correspondendo a 5
casos da doença anual. Necessita-se urgentemente uma ação pela secretaria de vigilância em saúde do município para
realização do controle na doença, pois, se continuar sem a prevenção no município, esse índice anual poderá sofre
grande aumento com o passar dos anos.
PALAVRAS-CHAVES: Investigação. Epidemiologia. Tratamento

Downloads

Publicado

2022-11-24