HOMEM DE VERDADE: REFLEXÕES SOBRE A MASCULINIDADE A PARTIR DE “BOY ERASED: UMA VERDADE ANULADA”, DE GARRARD CONLEY

Autores

  • RUIZ, Melissa Salinas1 ALVES, Fábio Lopes2

Resumo

Considerando o vínculo entre literatura e sociedade, o presente artigo parte da leitura da obra Boy Erased: uma verdade
anulada (2016), de Garrard Conley, para refletir sobre a masculinidade. Para tanto, utiliza o método de pesquisa
bibliográfica, recorrendo aos estudos literário, queer e de masculinidades. Inicialmente, disserta sobre a relação entre
literatura e sociedade, com ênfase na perspectiva autobiográfica. A seguir, apresenta o enredo do livro e seus principais
personagens. Logo, parte do enredo da obra e seus conflitos para, a partir de teóricos como Bento (2015), Connell (1987)
e Kimmel (1998) refletir sobre a masculinidade dentro da narrativa. Conclui que a leitura da obra permite conhecer as
vivências do autor e analisar o ideal de masculinidade hegemônico contemporâneo.
PALAVRAS-CHAVE: Autobiografia. Gênero. Homem. Literatura. Masculinidade.

Downloads

Publicado

2022-11-24